Pular para o conteúdo principal

Aranhas e cachorros, um sonho. A respeito de “para não terminar por ser falsos sem querer”

Adriana Tanese Nogueira

O meu artigo "Para não temrinar por ser falsos sem querer" foi lido por uma pessoa que espelhou-se nas situações relatadas. Ela me escreveu contando-me seu sonho da mesma noite, que vale a pena comentar em público por ser tão simples quanto esclarecedor da problemática e de sua solução.
         No sonho, a pessoa via um cachorro preto tranquilamente comendo num canto da sala. Entre ela e o cachorro havia uma aranha grande, no chão. Algumas outras estavam
espalhadas por aí. A sonhadora se sente angustiada pela presência da aranha e quer proteger o cachorro dela. Ou seja, ela precisa matar a aranha. E acorda.
         O cachorro simboliza o guia, o orientador instintivo. Ele permite diagnosticar uma situação sem passar pelas vias racionais, assim como um cão encontra água sem usar mapas. Não é preciso entender tudo racionalmente, certas coisas devem ser sacadas e pronto. Isso é instintividade. Quando uma pessoa se encontra numa situação enganosa e não se apercebe dela, ela está “no mato sem cachorro”.
         Não deveria ser preciso receber um prejuízo direto e explícito para perceber que há algo errado na relação. Entretanto, muitas pessoas vivem assim. Elas estão amarradas às aparências coloridas e não se dão conta do que está por baixo dos panos. Enxergam sorrisos e não vêem a falsidade deles. Isto é não estar em contato com o próprio cachorro interno, animal este que era considerado junto aos gregos antigos um “psicopompo”, ou “guia das almas”. Para finalizar, o cachorro é preto provavelmente porque não está sob a luz da consciência da sonhadora, não era ao cachorro que ela prestava mais atenção, e é exatamente isso que o sonho está revelando.
         Os fios invisíveis que amarram uma pessoa a uma situação impedindo-lhe de enxergar o que está em jogo, são tecidos pela aranha. Este inseto, por um lado, é uma representação da tecidora (um dos atributos de Atena, a Deusa da sabedoria) e de sua arte criadora, apontando para a criatividade feminina de transformar materiais simples em complexos. Por outro, a aranha tece uma teia que aprisiona e mata outros insetos. Neste aspecto, ela representa o arquétipo da Mãe Má, que é má porque aprisiona e mata o crescimento, a independência, o prosseguimento das diferentes etapas da vida das pessoas com as quais está em relação. A Mãe Má segura, ela é o símbolo do poder negativo em sua versão feminina.
         No sonho, há a angústia da sonhadora, que já diz algo a respeito do que a aranha simboliza. Além disso, há o fato da aranha se situar entre a sonhadora e o cachorro, de modo que fica claro que precisa superar a aranha para chegar ao cachorro.
         Portanto, a mensagem do sonho é: se você quer entrar em contato com seus instintos orientadores precisa vencer as artimanhas aprisionadoras da aranha interna. Porque a aranha negativa prende, o sonho traz à tona a necessidade de ter a coragem para ousar, ou seja aceitar o risco de poder perder. O sonho diz que é preciso dar mais espaço aos instintos e menos às políticas afetivas diplomaticas.
         Finalmente, parece-me que o sonho quer comunicar à sonhadora uma postura de maior confiança em si mesma. A atitude-aranha está perturbando outro aspecto psicológico que é tão importante quanto a tecelagem da rede social: o faro. Siga seus instintos. Confie em você mesma. O equilíbrio é feito dos dois elementos juntos.

Comentários

  1. Olá, tive um sonho parecido, porém, meu cachorro dormia tranquilamente ao lado da aranha,que quando olhei a primeira vez era pequena, virei o rosto, olhei novamente a aranha era de um tamanho maior e novamente viro o rosto e volto e ela está pequena novamente e nesse tempo estou descendo uma escada. Obrigada

    ResponderExcluir
  2. O meu foi parecido não lembro se tinha dois cachorro porém o foco foi na minha q estava no quintal de casa coberta de teia de aranha ae nisso fui correndo com uma pedra pra salva tirar um pouco da teia q estava sobre ela e chamei ela pelo nome dela elae escutou e nisso venho até a mim porém com as teias e as aranha ae acordei assustado

    ResponderExcluir
  3. Olá o meu sonho foi que uma aranha picava meu pe e meu cachorro vinha até mim e tirava ela. Qual seria o significado?

    ResponderExcluir
  4. Oi, bom dia. O meu sonho foi que eu via uma aranha daquelas verdes comum em florestas em sua teia. Umas pessoas que estavam comigo começaram a jogar coisas nela pra espantar, foi quando um cachorrinho correu pra cima dela e numa reação de defesa a aranha picou os lábios do cachorrinho ficando grudada e ele gritando de dor e eu tentando tirar com chinelo batendo na aranha até que ela soltou e eu peguei o cachorro no colo pra ver o ferimento da picada.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

O que fazer com um marido alcóolatra?

NOTA: Pessoal, estou com dificuldade em responder às suas perguntas porque a página está ficando "longa" demais, por isso criei esta outra página (O que fazer com um marido alcoólatra 2) para conversarmos por lá, ok? O Blogger está "em crise": comentários demais! O problema é graaaande, certo? Abraço, A.


"Bom dia Adriana,
Gostaria muito de um conselho, se é que isso é possível.
Em uma das minhas inúmeras buscas na internet por uma luz, um consolo para essa minha vida miserável de esposa de alcoólatra, estava lendo um texto seu "O que fazer com um pai alcoólatra" e resolvi lhe escrever.
Acho que eu e meus filhos é que estamos no fundo do poço. Meu casamento de 19 anos, um casal de filhos e a cada dia que passa fico mais perdida e desiludida. Já perdi a esperança de um dia viver em paz com meus filhos. Tenho aguentado tudo isso por eles. Meu filho mais novo (12 anos) gosta muito do pai e acho que não suportaria se eu o abandonasse. Fico nesse dilema: será q…

O que fazer com um pai alcóolatra

Adriana Tanese Nogueira 
Um leitor, após ler meu texto "Obsessores: quem como e por quê" me escreveu pedindo aconselhamento a respeito de seu pai. Infelizmente, o email acabou sendo deletado pelo sistema e respondarei a S.L. por aqui.
Em primeiro lugar, alcoolismo é alcoolismo mesmo quando a crise, resultado da bebida, acontece uma vez por ano. Que a pessoa beba todos os dias ou de vez em quando (como muitos gostam de chamar com um eufemismo, "socialmente") não importa. Deve-se atentar para o desfecho. O não-alcoólatra quando bebe muito passa mal, o alcoólatra tem uma crise violenta, exagerada, "possessa".

Alcoólatras agridem verbalmente as pessoas que mais amam, quanto mais próxima for a pessoa mais esta sofrerá. A agressão pode ser física ou verbal, mas é sempre de nível extremamente baixo. Parece que o objetivo do alcoólatra é acabar com o outro, frantumar sua auto-estima, afogá-lo na culpa, rasgar-lhe qualquer dignidade. Após ter vomitado violentemente t…

POR QUE ESQUECEMOS DA INFÂNCIA

Adriana Tanese Nogueira

Em minha opinião, aceitamos com demasiada indiferença o fato da amnésia infantil - isto é, a perda das lembranças dos primeiros anos de vida - e deixamos de encará-lo como um estranho enigma. S. Freud, Sobre a psicopatologia da vida cotidiana

Um dos motivos que, com certeza, provocam o apagamento de grandes partes da infância é o estresse vivido naquela época. No conto de fada que os adultos gostam de tecer a respeito das crianças consta que a delas seria uma época dourada, sem preocupações, contas para pagar, tensões, trânsito e relacionamentos difíceis. Balufas. As crianças sofrem e podem sofrer muito, e muitas delas têm uma vida do cão (estou falando de crianças "normais" vindas de famílias “normais”).
O fato delas não terem a consciência e o conhecimento de um adulto só piora as coisas, porque elas não podem dar nome ao que as machuca. Isto as confunde, as deixando ainda mais assustadas. Para pior as coisas e aumentar a perplexidade e confusão da crianç…