08/08/2012

Amor e orgulho nas relações de casal

Adriana Tanese Nogueira


Uma dupla de se considerar seriamente: amor e orgulho. Este último é um dos sete pecados capitais e faz, de fato, estragos significativos na vida das pessoas que por ele se dejam dominar. Por outro lado, o tão decantado amor sem uma dose de orgulho (saudável) não passa de fraqueza e insegurança lamentáveis. Sem um mínimo de amor próprio (orgulho) uma pessoa não pode ser admirada e amada (de verdade). Orgulho demais, porém, garante desamor.

Amor e orgulho são como o feminino e o masculino. Um se doa, o outro se preserva. Um
pensa além de si, se entrega e se abre, o outro está focado em si, se preserva e se fecha, Amor é do coração, orgulho é do ego. Sem um ego forte e estruturado, o amor é meleca pegajosa em busca de algo externo para ganhar forma e consistência. Sem amor, o ego é duro, ranzinza e infeliz.

Na relação de casal, encontrar um equilíbrio para o amor e o orgulho pessoal pode ser um desafio não pequeno, isso porque acontecem eventos que desestabilizam, porque não podemos prever tudo do outro, nem conhecê-lo no se íntimo. Personalidades diferentes, formas diversas de resolver problemas ou, simplesmente, atitudes imaturas que decepcionam e ferem podem ser difíceis de superar. 

Perdoar! Ideal abstrato que muitas vezes é auto-imposto ou se quer impor aos outros em nome de uma bondade celestial. E quantas vezes o perdão está fundamentado na realidade viva da pessoa? Quantas vezes não se trata de mera, banal repressão em nome do querer agradar e ser aceitos? Não acredito em ideais que não nasçam da carne, do sangue, da cura do real e do concreto. Antes, aceitar a ferida, aceitar o ego ferido: aceitar a dor! Passar por ela para depois, superando-a, tendo chorado todas as lágrimas e gritado toda a revolta, cansar-se, esgotar o tempo, sentir que é hora de ir adiante, hora de voltar em si. E, aí, perdoar, ou melhor, deixar para trás, continuar a caminhada sem apegos visíveis ou invisíveis ao passado.

Há casais que entram em crise e um deles, sentindo-se ofendido (ou rejeitado, ou enganado) e tendo o orgulho ferido resolve romper a relação. Dizer "Basta!" parece postura máscula e forte, digna de alguém que tem amor próprio... Quem dera fosse tão fácil. Quem dera punir o outro, livrando-se dele, fosse possível com um simples corte. Desce a espada e o laço da união se quebra. Definitivamente?

Infelizmente para os orgulhosos o amor não está nem aí com o orgulho. Os dois pertencem a departamentos diferentes e pouco se conversam. Pode ser que nem seja amor de verdade, aquele amor companheiro, parceiro, recíproco e egalitário. Pode ser que seja uma relação de dependência colorida de amor, mas até que algo parecido com o amor ou o próprio amor existir, cortes reais não são possíveis. E o orgulho se encontra numa estrada sem saída, o que o deixa ainda mais irritado.

O orgulho tende a se prender aos fatos e afundar nas próprias feridas, mas quando o orgulho está ferido é a pessoa ferida. É a pessoa que precisa de um reconhecimento - e de um tempo para se recompor. Esse tempo é aquele de lamber a ferida e deixar passar. Se, no lugar disso, o orgulho ferido leva a ações intempestivas, como romper a relação, se jogar em outro relacionamento e fazer esse tipo de coisas num impulso de ego debilitado, a ferida não só não vai cicatrizar mas vai se espalhar e amplificar.

Se há amor e o orgulho está ferido, o amor precisa aprender alguma coisa nova. Reinventar a forma de amar é um ato corajoso e necessário para a saúde do amor. O orgulho pode estar atuando como um remédio que na dose certa funciona para restabelecer o equilíbrio mas que em quantidades exageradas mata. Portanto, antes de condenar o orgulho em nome do amor, antes de fazer a moral na base de conceitos abstratos e idealizados, observemos com atenção e cuidado (com amor), o que está em jogo e o que está de fato precisando ser feito. Com amor e honestidade. E antes de se deixar hipnotizar pelo orgulho e todas suas razões reais ou imaginadas que como um mantra se repetem em nossas mentes (fraca), acordemos e pensemos no todo, e no tipo de pessoa que queremos ser. O orgulho ferido pede para o amor mudar, para nossa forma de amar mudar, não pede para o amor sumir, porque sem amor nem o orgulho faz mais sentido.

34 comentários:

  1. Otim texto. Orgulho ferido e algo mesmo muito dificil de lidar, mas como tudo o mais e possivel sanar nosso orgulho...falar, claro, muito mais facil do que agir......
    Artigos como este seu, sao de grande valia.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Rose. Nem todo orgulho é ruim, precisa aprender a discernir.

    ResponderExcluir
  3. Meu orgulho era maior que o próprio amor que eu sentia pelo Fábio e por causa disso, eu hesitei em não admitir o perdão. Estava com o coração ferido e o orgulho me impedia até de olhar pra cara dele. Esse texto me fez enxergar que meu orgulho machucava a mim mesma e que eu estava jogando fora a chance de ter meu grande amor abençoado por DEUS. obrigada ao autor desse texto por ter aberto meus olhos, os olhos do coração. Flávia R. F. Furlanetto

    ResponderExcluir
  4. O grande problema, não é o nosso orgulho, mas sim como lhe dar com orgulho de quem vc ama...pois este acaba virando as costas p vc e vc mesma sabendo q ele te ama e por orgulho se nega a ser feliz!
    Mariana.

    ResponderExcluir
  5. Estou passando por isso! terminei com minha namorada a poucos dias pelo fato dela ter me falado coisas muito desagradáveis em momentos e ocasiões inaceitáveis! Meu sentimento por ela que era bom, se converteu em dor e sufoco no meu peito da noite para o dia! é terrível e doloroso! Eu queria muito estar com ela, a amando de coração, mas o orgulho ou meu coração ferido é tão forte que acaba me impedindo de voltar pra ela! Se alguém tiver um bom conselho pra mim eu aceitarei de bom grado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc pode voltar com ela, desde que seja esclarecido o que aconteceu. Seu orgulho não é só coisa ruim. Todos nós temos que ter dignidade e logo não dá para aceitar certas coisas. A pessoa tem que conseguir perdão e demonstrar que está não só arrependida mas que irá se melhorar no futuro.

      Excluir
    2. OBrigado! :) Mas analisei bem as coisas e decidi desistir de vez dela! Tem coisas que por mais que ela mude agora ou no futuro, o que ela fez me prejudicou muito! Perdi muitas coisas boas e valiosas quando estava com ela! Serei uma pessoa melhor sem ela na minha vida!

      Excluir
  6. Resumindo porque acho que estou com orgulho ferido: meu namoro não estava bom, caiu na rotina. Quando voltaram as aulas da faculdade peguei ele na cama com outra menina da faculdade. Terminamos, porém, vejo que eles todos os dias na faculdade, ele está muito feliz com ela, faz tudo por ela, a vida dele é só ela. Mesmo assim ele quer minha amizade, mas não consigo ser amiga dele, depois de tudo o que ele me fez e fica de propósito se esfregando com ela. Eu nao sei se é orgulho ferido, inveja ou se gosto dele ainda. Me ajudem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É difícil aceitar que se é descartadas, substituídas por outra mulher. É simples assim. Ele prefere a outra. Resta aceitar e levar adiante a sua vida.

      Excluir
  7. Oi Adriana, li a sua matéria e achei super interessante...

    Estou passando por momentos difíceis a quase 9 meses desde que eu e minha parceira nos separamos, mas hoje arrependido pelo resultado quero reconquista-la.

    Já tentei muitas vezes aproximar-me, mas ela está com o orgulho ferido e a nossa ligação hoje é feita apenas por causa da existência do nosso filho.

    Que métodos podia usar para recuperar o amor dela e salvar o casamento?
    Perivaldo Soares

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, Perivaldo, não conheço sua situação. Imagino porém que ela possa também estar ferida pelo que aconteceu e um sincero pedido de desculpas pode amansar o orgulho. :-)

      Excluir
  8. Oi, Adriana. Amei a sua materia e, me identifiquei com essa situação. Eu namoro a mais de tres anos na verdade, quase quatro. E vim fazer faculdade em outra cidade próxima. O problema começa ai, nosso namoro tava otimo ate que ele diz estar confuso com os sentimentos.
    Confesso que nao sei o que pensar, e muito menos o que fazer, e a distancia ajuda um pouquinho, a insegurança dos dois lados.
    Ultimamente, ele mau me liga, e eu acabo tentando nao ligar tambem, nao sei se exatamente por orgulho, mas nao quero mostrar que tou desesperada e morrendo de medo de perde-lo, sinto que parece que ele tem esse medo tambem. E quando liga, a conversa flui normal, até brincamos, as vezes parece que ta tudo bem... Mas é muito dificil nao ouvir um eu te amo, ou ate mesmo que ele esta com saudades..
    Nossa relação sempre foi saudavel e sempre nos demos muito bem.
    Seria possivel esse orgulho dele estar relacionado com alguma insegurança?E se sim, o que eu poderia fazer para que nosso namoro nao acabe?
    Claudia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ainda me pergunto, se é orgulho, ou se realmente ele nao quer saber de mim, ruim de imaginar, mas infelismente, possivel.

      Excluir
  9. Eu estou passando por uma dor horrível. Há um ano estou com um homem, que nunca foi o namorado que eu busquei pra mim, mas por motivos que nunca entendi me apaixonei perdidamente por ele. Terminamos e voltamos mtas vezes e descobri que ele tinha uma outra pessoa em stand by. Terminei, fiquei 3 meses separada e voltei, pq descobri que desde que havíamos terminado ele n estava mais com a outra, na verdade ele gostava de ter as duas. Voltei dei uma nova chance a ele e agora descobri que a outra está grávida, ou seja, ele continuou com ela. Enlouqueci, estou sem chão, terminei, não quero vê-lo!!! Mas me questiono, até onde isso é amor ou apenas orgulho ferido, disputa, pois não consigo listar 4 qualidades dele, mas consigo listar mais de 30 defeitos e isso mesmo estando bem com ele. Preciso sair disso, mas não estou encontrando meios de fazer isso. Não me vejo mais com ele, não sinto saudades, mas fico remoendo as mentiras, os enganos e o fato de ele estar com a outra!!!! Não sei o que fazer!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, não tem orgulho nem amor. Tem uma relação doentia e você completamente tomada por ela. Você tem um problema. Você precisa resolver o seu problema antes de ir adiante em sua vida sentimental (e não só). Busque um bom terapeuta.

      Excluir
    2. Vc pod e me ajudar? Estou precisando sim de um tratamento e urgente!!!

      Excluir
    3. Entre em contato pelo meu email: adrianatnogueira@uol.com. Atendo pelo skype.

      Excluir
  10. Ola! Preciso de uma opinião. Eu me envolvi com um rapaz durante 5 meses. No início não gostava dele e tinha um namorado e ele também tinha a namorada dele. Estavamos estudando fora do país. Eu gostava muito de sair e sempre chegava no apartamento dele bebada as 4 da manhã. Ele sempre estava me esperando e dizia que a vida dele estava girando em torno de mim. Ele falava que gostava de mim e eu apenas respondia que sabia disso, nunca falava dos meus sentimentos. Ele terminou com a namorada e a nos envolvemos ainda mais. Eu sempre dizia que aquilo era passageiro para mim e que eu nunca iria trocar o meu namorado por ele. O pior é que eu ja estava gostando dele e sabia disso. Ele sempre carinhoso, me mandava mensagem e eu nunca o procurava. Quando estava faltando um mês para eu ir embora, a gente começou a se desentender. Ele ja não me procurava mais tanto. Começou a ficar mais com os amigos e eu comecei a sentir falta dele. Uma noite brigamos e ele falou que fazia tudo por mim e que eu nunca reconhecia. Eu deixei ele falando só. Ele me excluiu de todas as redes sociais e nem chegou a dizer que não me queria mais. Fui atras depois disso, de primeira ele não queria conversar comigo. Depois ele aceitou e voltamos a ficar so que não mais como antes. Ele ja não me procurava, não fazia mais tanta questão de mim. Eu tambem não queria ficar atras. Ficavamos de vez em quando. Eu estava muito triste porque queria que continuassemos da mesma forma que eramos, mas tambem não queria dar o "braço a torcer". Ele chegou a me dizer que gostava de mim, mas que eu não estava fazendo bem a ele. Que havia tomado varios medicamentos por conta da briga que a gente tinha tido. Então, ficou aquela coisa fria. Ele não me procurava mais, quando eu procurava a gente ficava. Ate que um dia ele me chamou para dormir na casa dele e eu disse que passaria la para gente conversar. Fui para uma festa e fiquei com outro rapaz. Tinha amigos dele la. Na manhã seguinte ele terminou comigo e eu aceitei porque era isso que eu queria conversar. Uma semana depois, no natal, fui atras dele e entreguei-lhe uma carta. Eu falava de todos os meus erros e do quanto eu gostava dele. Ficamos juntos. Ele foi muito carinhoso! Na manhã seguinte levantei e levei a carta embora. Depois ele não quis mais contato comigo. Ainda fui la para me despedir dele e o mesmo perguntou pela carta. Ele me humilhou, disse que não me queria mais e que eu tinha que aceitar isso. Disse coisas bem chatas para mim. Depois disso fiquei com odio dele, mas passou. Três meses depois disso resolvi procura-lo. Ele respondeu e depois passou a me ignorar. E eu so falei oi, tudo bem... ele não quer mais falar comigo. Isso ja tem quase um ano e ele continua a não responder as mensagens. Eu quero muito resolver isso que para mim esta mal resolvido e não tem um dia em que eu não pense nisso. Não consigo entender, não sei se é orgulho ferido ou se realmente ja não represento nada pra ele. Também não sei dizer se é orgulho ferido da minha parte. Eu queria que fossemos ao menos amigos. Não sei mais o que pensar em relação a isso. As vezes penso que deve haver algum sentimento da parte dele porque se não houvesse mais nada, acho que responderia as mensagens ... estou pensando em conversar com ele pessoalmente. As vezes me sinto pessima em pensar no mal que posso ter feito a ele.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, mas mensagens tão longa necessitam de uma sessão para serem respondidas. Se quiser marcar uma comigo, me escreva: adrianatnogueira@uol.com.br.

      Excluir
  11. bom dia, Adriana, minha situação e o seguinte. tenho uma namorada que e muito orgulhosa, ignorante, pavio curto, ela nao se toca que isso ta atrapalhando nosso namoro, sempre conversei com ela sobre isso, mas nao adiantou. faço de tudo pra gente dar certo, mas ela nao dar valor e nao reconhece nao percebe, parece que ta cega pra vida, pq hj em dia e complicado achar alguem que queira ter um futuro, eu a amo muito, mas to me machucando demais. o que eu faço?

    ResponderExcluir
  12. meu email e higor.rhmotos@outlook.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Higor, se não quiser simplesmente deixá-la, precisa encontrar formas de agir e falar com ela que tenham o efeito desejado. Você já tentou, mas tentou dentro de seus conhecimentos e interpretações das situações. Com novos conhecimentos e pontos de vista é possível adotar novas estratégias que podem dar resultado e no mínimo ajudá-lo a superar essa relação se não houver melhora com ela. Para elaborar essas estratégias é preciso terapia! Marcar umas sessões para analisar a situação. Vou me copiar esse texto e mandar por email. Abraço.

      Excluir
  13. Morei junto com meu ex marido por 2 anos e 9 meses e decidimos converter em casamento no papel. Porém durou apenas 3 meses. Ele me mandou embora com os enteados..tento reatar nosso casamento mais ele nao me atende, qnd consigo falar com ele me trata de forma grosseiro..e ja disse q se está solteiro é solteiro. Ele é muito orgulhoso e sistemático. Mais o amo demais. Saí da casa dele pq era do pai dele. O que faço? Desisto de vez ou como fazer para reconquistar? ? Ele está na internet procurando um monte de mulheres e me bloqueou nas redes sociais. Mais nem ele e nem eu pedimos o divórcio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Moça, diante dessa situação vc acha que uma resposta aqui na net vai lhe dar a solução? Isso requer muita conversa.

      Excluir
  14. Meu namorado é um orgulhoso, cabeça dura. Por mais que eu sei que ele me ama, não corre atrás pra pedir desculpas. Toda vez que eu brigamos ele fala coisas horríveis e eu sempre corro atrás pra fazer as pazes porque amo ele acima de tudo. Ontem tivemos uma briga e fiquei ontem e hoje dando um gelo nele, não olhei na cara dele e tampouco falei com ele. E vai ser assim até ele vir se desculpar comigo. Porque eu sempre disse que o orgulho dele era o meu maior problema e ele nunca se comprometeu a mudar. Sendo que eu mudei muito pra fazer ele feliz. Agora resta esperar para ver a atitude dele, só cansei de ser a trouxa que sempre corre atrás.

    ResponderExcluir
  15. Muito bom me fez despertar e levantar uma questão sobre o amor que eu "sinto" ou achava sentir por meu esposo. Que loucura meu Deus.

    ResponderExcluir
  16. Oi Adriana,estou em um momento muito doloroso,eu fiquei 8 anos casada,desde os meus 13 anos,ele com 16... sempre fomos amigos,sempre tivemos um relacionamento saudavel,aqueles de ser admirado pelas pessoas ao redor,eramos felizes com os nossos dois filhos!a 4 meses atrás ele me traiu,alegou q sentiu necessidade de se relacionar com outra pessoa,por ta tanto tempo comigo,desde cedo... eu ainda amo ele,ficamos 3 meses separados,nessa eu fiquei com uma pessoa,mas ele voltou pedindo perdão e dizendo q me ama,eu perdoei e voltei,a gente estava bem,o amor avia voltado,porém ele descobriu que eu fiquei com um cara durante a separação,e ta me odiando,ta fazendo de tudo pra me ferra,eu tava solteira,ele me decepcionou,não entendo,acho q o orgulho dele é maior que o amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acontece sim de o orgulho ser maior do que o amor. Orgulho = ego. Amor = ir além do ego.

      Excluir
  17. Oi Adriana, tenho uma amiga ela mora em outra cidade. E ela é muito orgulhosa, e ela disse que precisava se libertar, e eu estava ajudando, conversando com ela. Ai um dia conversando com ela, ela ficou brava e bloqueou. Procurei ela após o bloqueio, mas foi em vão. Eu deixo ela esfriar a cabeça, durante um tempo e a procuro. Ou deixo para lá de vez? O que devo fazer?

    ResponderExcluir
  18. Bom dia, a menos de 10 dias eu me minha esposa rompemos o casamento ( ela pediu um tempo ) ela queria ficar uma semana quieta e depois nos conversamos, nao consegui, liguei quase todos os dias, ela me atendia mas ainda estava irredutível, na última sexta em uma crise de ansiedade eu liguei e perguntei se ela queria voltar, ela disse que não que nao queria mais, o motivo deste tempo foi que eu sou muito inseguro com relação a ela e tenho constantes crises de ciumes, ela cansou! Depois de conversamos e ela me disser que nao me queria mais e que se quiséssemos nos falar pessoalmente nada iria mudar, eu pedi a ela uma oportunidade de mostrar que posso ter um comportamento melhor e mais seguro, ai ela me deu um novo prazo , disse que iriamos conversar na primeira semana de fevereiro, me senti ofendido com este novo prazo, e ao mesmo tempo tenho a sensação que vamos nos reconciliar, mas logo sinto que ela nao quer mais e que vai prolongando o tempo para ver se eu esqueço ela, a 10 dias não durmo, choro todas as noites e todos os dias , ja emagreci 4 kilos e meu corpo esta sentindo tanto sofrimento, todos que estao ao meu lado sofrem junto comigo por verem meu sofrimento, e durante este tempo ela nao me procurou nenhuma vez, ate bloqueou minhas ligações, estou sofrendo tanto sem poder fazer nada, e tendo que esperar o tempo dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro que pode fazer alguma coisa: você precisa se tratar. Claramente é uma pessoa insegura. Este é um problema SEU. E você é responsável por ele, até porque está prejudicando sua relação. Se você quiser recuperar sua esposa deve fazer terapia para poder ser menos inseguro, amadurecer e ter força interior para ter uma relação forte e saudável.

      Excluir
  19. sera que é orgulho ferido? fazia algum tempo que eu tinha visto um primo,eu fui passar umas ferias na cidade dele e aproveitei pra ir lá com a minha familia, eu falei com ele e ele me ignorou,e sai dali,não acreditando que ele fez isso,e com vergonhha, porque todos viram quando ele me ignorou, eu decidi falar com ele, pelo whatsaap, ele falou com uma certa frieza, e disse que me não era nada demais, e que tinha ficado muito timido,ai pensei ok, só que no outro dia me ignorou de novo, então vi que era porque ele não me queria por perto, eu me senti rejeitada,eu fiquei com raiva, eu não aceitei isso, eu ficava perseguindo ele nas redes sociais,eu tinha pensamentos de vingança, tipo de que eu iria fazer o mesmo com ele,passei 2 anos vendo o que ele fazia nas redes sociais, foi meio que ficou algo obssesivo,eu tentava passar alguns dias sem ver o que ele fazia mas eu não conseguia parar,hoje em dia eu me controlei um pouco, e quero mudar porque isso me fez sofrer,mais eu não consigo tirar ele da cabeça. por favor me responda?

    ResponderExcluir