25/09/2017

12 DICAS SOBRE RELACIONAMENTOS (DE QUALQUER TIPO)


Que sejamos amigos, amantes ou parentes, há algumas coisas que devemos saber evitar se queremos que a relação dure e seja proveitosa para ambos.
1) Entenda que o outro é um mundo a si próprio. Cada um tem sua própria história, crenças, tendências, preconceitos, valores, desejos – nem todos conscientes! Mesmo os filhos não são livros abertos, têm seus mistérios, disponha-se a conhecê-los. Seja aberto ao diferente.
2) Cada um tem qualidades e defeitos. Alguns deles nos atingem mais do que outros. Se for uma qualidade, tenderemos a minimizar os defeitos, mas eles também existem e atuam. Se for um defeito, tenderemos a não enxergar as qualidades, que também existem e fazem bem. Seja objetivo.
3) Não deixe de dizer o que pensa e sente. Não reprima, portanto, seus sentimentos e ideias, uma relação precisa incluir sua pessoa como um todo. Seja sincero.
4) Não deixe de levar em consideração – quando for expressar o que sente – o jeito do outro, sua personalidade e sensibilidade. A verdade tem muitos lados, numa relação não se trata de “ganhar”, mas de manter a relação cada um sentido que tem espaço e reconhecimento. Seja inclusivo.
5) Tente reconhecer no outro um pedaço de si, que seja bom ou ruim. Por trás das diferenças há, frequentemente, mais em comum do que parece. Seja empático.
6) Tente ser companheiro apesar das problemáticas do outro lhe parecerem bobas ou simples demais – sobretudo nos casos das crianças. Cada um tem seu próprio tempo e ritmo, que precisa ser respeitado. Seja solidário.
7) Não queira compartilhar tudo com o outro. Cada um tem seus próprios segredos e precisamos de uma certa intimidade com nós mesmos, há coisas que só a nós pertencem e não tem nada de mal com isso. Busquemos ter com o outro um espaço em comum, não importa de qual tamanho, basta que seja nosso, que represente o “Nós” e expresse o valor da relação. Seja agradecido.
8) Não aceite ser rebaixado para que o outro se sinta melhor. Não deixe que a competição ou a inveja poluam a relação. Quando perceber isso, defina seu limite e suas prioridades. Amizades não são necessariamente para sempre e elas precisam ser lapidadas também. Seja esclarecido.
9) Permita que haja um espaço entre vocês, espaço físico e temporal. Todos precisamos de solitude de vez em quando, e uns mais do que outros. Aceite o silêncio, o vazio, a pausa. Seja maduro.
10) Toda relação cresce e se desenvolve na base do nosso próprio crescimento e desenvolvimento. Antes de olhar para o outro, aprenda a olhar para si mesmo. Antes de apontar o dedo para o outro, aponte-o para você mesmo e descubra suas próprias verdades ou enganações. Seja honesto.
11) Tenha valores e aceite somente aqueles relacionamentos que façam sentido para seu crescimento. Discrimine o joio do trigo, selecione, avalie, escolha com consciência mesmo sabendo que poderá errar. Errar porque se seguiu a própria consciência, que naturalmente não sabe tudo, é uma forma de erro que leva ao crescimento. Somente nos dando uma chance podemos nos superar. Seja valioso.
12) Deixe espaço para as surpresas! A vida muda, tudo pode mudar, mesmo o que parecia imutável pode chegar a mostrar novos aspectos e oportunidades. Tenha leveza e esperança.

Adriana Tanese Nogueira

Psicanalista, filósofa, life coach, terapeuta transpessoal, inteprete de sonhos, terapeuta Florais de Bach, autora, educadora perinatal, fundadora da ONG Amigas do Parto, do Instituto de ensino à distância Ser e Saber Consciente e do ConsciousnessBoca em Boca Raton, FL-USA. +1-561-3055321 www.adrianatanesenogueira.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário